Almôndegas de feijão branco

Almôndegas de feijão branco

Já não vinha cá ao blog há muito tempo. Na verdade os dias têm passado tão rápido, e com tanto para fazer, que nem me apercebi que já se passaram dois meses e meio desde o meu último post. Os nossos projetos pessoais acabam por ficar, quase sempre, para segundo plano quando temos uma atividade profissional principal, dois filhos (neste caso quase três), e uma casa para tratar (apesar de ser em regime de part-time pois fazemos uma verdadeira equipa). Enfim lamúrias à parte, bem sei que desejaria que fosse diferente, claro está, mas por enquanto também sei que não consigo fazer nada mais para mudar, por isso o caminho faz-se caminhando! É assim que deve de ser: cada coisa a seu tempo.

O calor aqui no Alentejo não tem dado tréguas, por isso temos apostado muito em pratos bem fresquinhos como saladinhas de couscous ou de quinoa, gaspachos, burritos recheados, húmus de grão e de beterraba, falafel… 

Hoje trago-vos uma receita que também funciona bem como prato frio: almôndegas de feijão. Esta receita é excelente para fazer em quantidade e congelar. Assim temos sempre à mão uma refeição saudável e rápida. Gosto de variar as leguminosas pois assim também vou apostando na diversidade nutricional de cada uma. Estas que hoje vos trago são de feijão branco, mas podem ser feitas com outro tipo de feijão à vossa escolha.

Trata-se de uma receita bem simples e sem segredos. Algumas dicas apenas para tornarem o processo mais eficiente:

  1. Planear: de véspera para colocar o feijão de molho.
  2. Pensar em grande: já que é para fazer, que se faça em quantidade suficiente para congelar e ter várias refeições à mão.
  3. Cozer as leguminosas previamente: em panela de pressão se quiserem dar celeridade à coisa.
  4. Ter apenas 30 minutos: que acaba por ser o tempo total da preparação da receita (para 15 almôndegas, vulgo).

A receita rende, como já viram acima, 15 almôndegas de feijão  Espero que gostem!

Ingredientes

  • 250g de feijão branco demolhado e cozido
  • 1 chávena de couscous cozido (=1/2 chávena de couscous cru com o dobro de água a ferver = ±130g couscous cru)
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo integral
  • água (120ml)
  • 1 cebola (100g)
  • 2 dentes de alho esmagados e picados (10g)
  • 1 ramo de coentros (5g)
  • 1 colher chá de curcuma
  • 1 colher de chá de alho em pó
  • 1 colher de café de zaatar (podem usar ervas de provence em substituição)
  • 2 folhas de louro
  • 1 pitada de pimenta preta
  • 1 pitada de sal
  • azeite para o refogado
  • extras: pimento vermelho em quadradinhos e milho (opcional)

 

Como se fazem as almôndegas de feijão branco?

  1. Coze-se o feijão e reserva-se. Para ser mais rápido podem cozer na panela de pressão ou usar feijão branco que tenham congelado cozido (costumo ter sempre leguminosas cozidas no congelador).
  2. Refoga-se a cebola com duas folhas de louro (e o pimento vermelho se usarem) e quando esta estiver transparente, adicionam-se os alhos e os pés de coentro e deixa-se alourar um pouco (2 min).
  3. Adicionam-se as especiarias: curcuma, zaatar, alho em pó e pimenta preta e deixa-se cozinhar cerca de 2-3 minutos para que elas libertem os seus aromas. Mexe-se durante este processo para que o preparado não agarre ao fundo do tacho.
  4. Junta-se a água, o feijão, (e o milho) envolve-se bem e deixa-se cozinhar, em lume médio, até ferver.
  5. Coloca-se no mínimo e adicionam-se os ramos de coentros picados, deixando a mistura cozinhar até que o feijão absorva a água toda.
  6. Transfere-se a mistura de feijão para um alguidar, adiciona-se o couscous e bate-se com a varinha mágica. Junta-se a farinha e envolve-se. O objetivo é que a farinha seque um pouco a massa para que não fique tão colante. Se estiver demasiado colante, juntem mais uma colher de farinha.
  7. Molda-se uma bola de massa e leva-se ao frigorífico/congelador para arrefecer  (mínimo 15 min).
  8. Retira-se a massa e moldam-se as bolinhas com as mãos que podem ser congeladas ou cozinhadas de imediato no forno ou na fritadeira de ar quente. Eu gosto sempre mais de congelar primeiro para depois as bolinhas ficarem mais firmes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *